19 maio 2016

Precisamos falar sobre relacionamentos abusivos

jessica-jones.jpg
A adaptação dos quadrinhos da Marvel, a série Jessica Jones tem como protagonista uma mulher que foi alvo de um relacionamento abusivo


Ela tinha 15 anos e então um cara mais velho se interessou por ela, parecia a coisa mais incrível, e até pode ser, não se deve generalizar dizendo que se envolver com caras mais velhos sempre seja ruim e que relacionamentos abusivos só acontecem com caras mais velhos, mas esse fato em si se repete com muitas garotas. E foi assim, ele tinha 25, dava aula, era inteligente, estava na faculdade e apresentava um mundo novo a ela, além disso gostava das mesmas coisas. Fazia ela se sentir"diferente das outras garotas" porque ela tinha sido a escolhida e pela primeira vez alguém muito interessante estava afim dela, e não só os caras do ensino médio. Mas a verdade é que ele era só mais um cara abusivo, dentre tantos que tem por aí. E como ela reconheceu que aquilo que ela estava vivendo era abusivo:
Ela se sentia errada a todo o momento. Se ele não mandasse mensagem, ela errou em alguma coisa, se ele não a tratava bem, ela errou de alguma forma, se ele ficava com outras garotas, a errada foi ela, se ele desmarcasse o encontro porque deu uma festa a noite passada e estava de ressaca, ela que errou. Ela era a louca, ela que deveria ser melhor o tempo todo em prol dele. Ela estava psicologicamente acabada com apenas quinze anos.
Ela deveria ser gentil com ele mesmo se ele fosse um babaca com ela, porque se ele estava sendo babaca a culpa foi dela em algum momento. Deu pra perceber? Você começa a assumir uma postura de culpa constantemente, como se você precisasse sempre ser perfeita pra ele. É um clico.
Se o cara te trata mal, te deixa constrangida na frente dos outros, faz com que você em algum momento se sinta incapaz de tomar suas próprias decisões, assume uma postura possessiva, usa drogas como desculpa pra abusar de você, te obriga a fazer coisas no relacionamento contra sua vontade, age como se precisasse “ensinar uma lição” sempre que está descontente com o relacionamento, faz você se sentir louca pra te culpar pelos erros dele: você está vivendo um relacionamento abusivo.
Mesmo se não tiver violência física!
Se não existir não quer dizer que o que a pessoa está passando não seja algo abusivo. A ideia de “mas ele não me bate” omite todo sofrimento psicológico e se transforma em um motivo pra pessoa não reconhecer que esta vivendo isso.
E o primeiro passo é sempre reconhecer, a questão é que muitas mulheres estão presas a esse relacionamento de uma forma que não conseguem se imaginar sem ele, porque a ideia de que não vai ser capaz de ser feliz sozinha, de encontrar outra pessoa melhor é sempre o pensamento que surge depois de uma sensação pós briga, por exemplo.
E não! Não deve ser assim.
Existem milhares de mulheres de todas as idades convivendo com isso. Que acha impossível recomeçar, que tem a ideia de que ama o cara demais e é melhor viver assim do que viver sem ele, que não fala sobre isso com ninguém, até porque ele é outro cara quando está com os amigos e a família. E assim se silencia esse caso.
E é com esse silêncio que a mulher perde. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...