17 fevereiro 2016

5 coisas que eu aprendi com fins de relacionamentos



1- O tipo de cara que não quero mais me envolver
Agora um pouco mais velha eu percebo, mas na época eu tinha 15 anos, então já dá pra imaginar o que acontece quando uma garota de 15 anos se apaixona. E pior, ele era beeem mais velho, alguém com 15 anos -por mais madura que eu sempre pareci e fui - não tem idade o suficiente pra entender que um relacionamento com um cara quase dez anos mais velho não vai dar certo. Mas uma coisa eu aprendi: homem que aproveita do seu "cargo" - ele dava aula em cursinho- pra ficar com alunas não é o tipo de cara que deve se apaixonar.

2- Dá pra estragar uma playlist inteira, mas dá pra conhecer músicas novas
A verdade é que se você for o tipo de pessoa que associa música com quase tudo na vida, muita música pode ser excluída porque trazem lembranças que querem ser esquecidas. Olhando pelo lado bom, dá pra conhecer bastante música nova pra ocupar o lugar. Outra coisa bacana é que depois de um tempo, quando já está tudo bem, acontece de ouvir a música e suportar sem sentir-se triste ou coisa do tipo.

3- Como se valorizar cada vez mais
Quando um relacionamento termina -depois de toda fase ruim- você começa a entender que merece encontrar alguém que de fato te mereça.

4- Não vale a pena carregar toda culpa
Se um relacionamento não deu certo, muitos motivos estão envolvidos, mas não dá pra levar toda culpa de um término. No meu caso sempre esteve ligado à insegurança.
Muita gente te faz acreditar que você é a culpada, até que você mesmo começa a se culpar - geralmente nas insônias- mas uma única pessoa não é responsável por algo que não deu certo. Culpar-se o tempo todo e ficar procurando o erro só da dor de cabeça, a melhor coisa é livrar-se de pesos desnecessários que carregamos.

5- "Se não virar amor, vira poema"
Talvez uma parte boa dos términos pra mim é que sempre me rendem bons textos. Acho que uma boa forma de superar é transformar dor em alguma forma de arte.




8 comentários:

  1. Oi, Gabriela! Tudo bem? Já dizia Pedro Gabriel: "É que, às vezes, precisamos perder amores para ganhar poemas." Adorei o post! <3

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá, Gabi!
    Amei essa postagem e super me identifico com o 2 e 3 super verdade. Parabéns pela postagem, muito bem escrita!
    Beijos!
    apenasumaleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mari, que bom que gostou! Volte sempre, beijos <3

      Excluir
  3. Sobre o item 1: talvez quando se tem 15 anos não seja uma boa mas quando a gente amadurece, se relacionar com alguém mais velho é um grande aprendizado. Quanto aos outros, concordo! hahaha
    Parabéns pelo post, amei! ♥

    http://ceudealexandria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, tem que ter uma amadurecimento formado pra se relacionar com alguém bem mais velho (no caso do post diferença de quase dez ano) e com 15 anos isso se torna mais complicado!
      Que bom que gostou do post, volte sempre <3

      Excluir
  4. This is awesome article, I really enjoy reading it, thanks Google for help to translate it. thanks for your sharing to all together. Regard - Blog Tutorial Supporter

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...